Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação
Icone Notícia

Saúde - Sexta-feira, 07 de Fevereiro de 2020

Semana de mobilização no controle do Aedes aegypti

Controle de Endemias


Semana de mobilização no controle do Aedes aegypti

 

 

O Ministério da Saúde convoca a população brasileira a continuar, de forma permanente, com a mobilização nacional pelo combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras enfermidades, como microcefalia e Guillain-Barré. O período do verão é o mais propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti, por causa das chuvas, e consequentemente é a época de maior risco de infecção por essas doenças. No entanto, a recomendação é não descuidar nenhum dia do ano e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos em qualquer época do ano. Por isso, a população deve ficar atenta e redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito. Essa é a única forma de prevenção. Faça a sua parte.

Em 2019, foram notificados 1.544.987 casos prováveis1 (taxa de incidência de 735,2 casos por 100 mil habitantes) de dengue no país. A Região Centro Oeste apresentou 1.349,1 casos/100 mil habitantes, em seguida as regiões Sudeste (1.159,4 casos/100 mil habitantes), Nordeste (376,7 casos/100 mil habitantes), Norte (195,8 casos/100 mil habitantes) e Sul (165,2 casos/100 mil habitantes). Em 2019, foram confirmados 1.419 casos de dengue grave (DG) e 18.740 casos de dengue com sinais de alarme, onde São Paulo e Goiás que concentraram 67,9% dos casos prováveis do país. Até o momento, foram confirmados 782 óbitos por dengue no país, sendo 101 por critério clínico epidemiológico. Em relação à chikungunya, foram confirmados 92 óbitos, sendo 19 por critério clínico epidemiológico. A taxa de letalidade por dengue e chikungunya foi maior entre os idosos a partir dos 60 anos, e dentro dessa categoria, os mais afetados foram aqueles com 80 anos ou mais, sendo que no chikungunya destaca-se também a faixa etária de menores de 1 ano.

Neste sentido a Prefeitura Municipal de Itaí, representada pela Secretaria Municipal de Saúde, mediante ação da Vigilância Sanitária e Controle de Endemias, vem informar que será realizado entre os dias 10 e 14 de fevereiro, nesta 1ª fase na região central da cidade, a SEMANA DE MOBILIZAÇÃO NO CONTROLE DO AEDES. Solicitamos a população que recebam nossos agentes em suas residências para orientações e vistorias, para que juntos possamos controlar o Aedes aegypti. A secretaria do meio ambiente irá, paralelamente as orientações dos agentes, recolher o material em desuso ou entulhos que forem retirados pelos moradores de suas residências para descarte. Informações pelos telefones: (14)3761-2955, 3761-2003, 3761-1446.

 

FacebookTwitterWhatsApp

voltar para a listagem de notícias...

Telefones do Paço Municipal