Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação
Icone Notícia

Administração - Sexta-feira, 17 de Julho de 2020

Prefeitura restringe o número de pessoas em velórios para conter o avanço do COVID-19 em Itaí

COVID-19


Prefeitura restringe o número de pessoas em velórios para conter o avanço do COVID-19 em Itaí

A Prefeitura de Itaí restringiu, através do Decreto nº 2.961/2020, o número de pessoas nos velórios realizados no município para evitar a contaminação e a proliferação do Coronavírus. Enquanto durar a pandemia, apenas quinze pessoas por vez poderão entrar no recinto.

Além de restringir o número de pessoas, o decreto também proíbe a entrada de crianças, idosos e pessoas pertencentes ao grupo de risco, exceto no caso de parentes em linha reta ou colateral até 3º grau do falecido; e a aglomeração de visitantes pelas áreas internas e externas dos espaços destinados ao velório.

As empresas funerárias sediadas no Município, responsáveis pela manutenção e conservação do velório municipal, deverão comunicar expressamente, por meio de protocolo específico junto ao serviço de Vigilância Sanitária Municipal, a realização de velório municipal, assim que tenham conhecimento do óbito, ficando, ainda, obrigado a: acompanhar e controlar o acesso no prédio municipal na realização de velórios, até o limite de 15 quinze pessoas por vez; ação que evite aglomeração de pessoas, tanto nas áreas internas e externas dos espaços destinados aos velórios; orientação aos familiares e fixação na entrada do velório municipal de placa ou cartaz com a capacidade permitida, limitando-se o ingresso para até 15 pessoas de cada vez no recinto;  organização para distanciamento obrigatório de no mínimo dois metros entre as pessoas; uso obrigatório de máscaras de proteção facial a todos; orientação às pessoas para a adoção de etiqueta respiratória (tossir, espirrar, evitar de passar mão em olhos, nariz e boca); não permitir o acesso às pessoas com sintomas gripais; não permitir a entrada de crianças, idosos e pertencentes ao grupo de risco, exceto nos casos de parentes em linha reta ou colateral até o 3º grau do falecido; observância estrita de protocolos de higienização, seja na entrada, no interior e na saída dos respectivos estabelecimentos, especialmente à limpeza e desinfecção permanente dos locais de toques ( assentos, portas, maçanetas, utensílios,  mesas, corrimão, porta-objetos,  adjacências, dentre outros), com solução de hipoclorito a 1% após realização de cada atividade realizada; fornecimento de álcool líquido ou em gel a 70% na entrada e na saída do velório municipal, mantendo-se uma pessoa na porta para garantir que seja efetivada essa condição.

 

FacebookTwitterWhatsApp

voltar para a listagem de notícias...